Pueblos de España


Respuestas para julio valverde martin:

Puede alguien aportarme datos sobre el título nobiliario de " Marqués de la Torre de Almendralejos ", creado por Carlos II, el 3 de julio de 1668?.
En el Ayuntamiento saben algo de éste tema?
Gracias.
O título nobiliario de I Marquês de La Torre de Almendralejo foi concedido por real despacho de 24 de Fevereiro de 1668 (Carlos II) ao português D. Francisco Furtado de Mendoça, VI e ultimo Alcaide-Mor de Mourão, Governador das Armas da Praça de Castelo Branco (Portugal), Governador de Mazagão (norte de África) e Regidor de Fregenal de La Sierra (España). Foi uma figura destacada da corte de Portugal, tendo, em 1673, chefiado uma conspiração para repor o Rei D. Afonso VI no trono e promover o seu casamento com a Rainha Regente de Espanha, Dona Maria Ana de Austria, viuva de Don Filipe IV e mãe de Don Carlos II.
Descoberta a conspiração, Francisco Furtado de Mendoça fugiu para Espanha, tendo sido condenado à morte em Portugal.
Francisco Furtado de Mendoça era filho de D. Pedro de Mendoça Furtado, V Alcaide-Mor de Mourão e de Santiago do Cacém, Lugar-Tenente da Ordem de Santiago, um dos chefes da restauração da independência, em 1640, Guarda-Mor do Rei D. João IV de Portugal, casado com D. Catarina de Menezes, Herdeira da Casa de Oliveira do Bairro.
Era irmão de D. Luis de Mendoça Furtado e Albuquerque, Conde de Lavradio, Vice-Rei da India, Senhor do Morgado dos Albuquerques (de Afonso de Albuquerque, o celebre Governador da India) e de D. Jerónimo de Mendoça Furtado e Albuquerque, herdeiro do anterior, Governador e Capitão General de Pernambuco (Brasil), 11º avô do signatário.
É actual representante do I Marquês de La Torre de Almendralejo o Visconde de Vila Nova de Souto d' El-Rei, em Portugal.
Este título foi, em 26 de Junho de 1668, mudado para Marquês de Fregenal de La Sierra. Em documento de 3 de Julho de 1668, publica-se a criação do título.
Foi reabilitado, em 1915 por Don Gabriel de Mazarredo y Tamarit, sendo na descendência deste que está o título, em Espanha.
Os melhores cumprimentos
Luis Bivar de Azevedo